Ajude 
 o Rio Grande do Sul

NOSSO

BLOG

O que uma empresa precisa saber para atuar no comércio internacional

Registro na Receita Federal, classificação fiscal de mercadorias, assessoria logística e de câmbio são alguns dos serviços necessários

O primeiro passo para uma empresa operar no comércio internacional, seja com importação ou exportação, é a habilitação no Radar – Registro e Rastreamento da Atuação dos Intervenientes Aduaneiros, um cadastro na Receita Federal que monitora e fiscaliza as operações de comércio exterior. É o Radar, por exemplo, que determina o limite de valor que a empresa pode importar, que normalmente inicia com US$ 50 mil e pode chegar a um valor ilimitado, o que a maioria dos importadores almejam.

“Tanto a habilitação como a ampliação de Radar podem ser feitas online. Mas, a Receita Federal poderá solicitar uma segunda etapa de comprovação de capacidade financeira e operacional do importador, onde a empresa deve comprovar que possui capacidade para importar US$ 150 mil ou valor ilimitado”, explica Larissa Anselmo, CEO da Upsell Comex, que oferece assessoria para as empresas interessadas em trabalhar com comércio exterior.

O importador deverá apresentar uma lista extensa de documentos contábeis, fiscais e operacionais. “Essa burocracia é bastante complexa para empresas que não têm experiência com a rigorosa normativa da Receita Federal. Por isso é muito importante contar com uma assessoria para apoiar”, acrescenta Larissa.

A Upsell Comex tem sede em Itajaí (SC) e é o braço franqueador do Grupo 3S CORP Soluções Internacionais, fundado em 2011 no Rio Grande do Sul. A empresa oferece serviços como classificação fiscal de mercadorias, assessoria logística e até mesmo fechamento de câmbio. Vertical da 3S CORP, a empresa Leaderlog atua nas áreas de logística, assessoria e consultoria e acaba de conquistar a certificação OEA (Operador Econômico Autorizado), fornecido pela Receita Federal. Empresas certificadas no Programa Brasileiro de OEA têm benefícios relacionados à facilitação dos procedimentos aduaneiros, tanto no país, quanto no exterior, conferindo maior agilidade no atendimento às demandas dos clientes.
“A certificação representa que somos uma empresa confiável perante a receita federal, transmitindo segurança em todos os processos que realizamos, além de obter benefícios e maior agilidade para nossos clientes, pois somos parceiros da Receita Federal”, destaca o gerente de operações e despachante aduaneiro na 3S CORP, Bruno Picinini. A Leaderlog cumpre todas as etapas do processo logístico de comércio exterior, desde o contato com fornecedores e compradores, na fase inicial de negociação até a confirmação de entrega no destino final.

Classificação fiscal e câmbio
Na área de classificação fiscal de mercadorias, o trabalho da 3S CORP consiste em determinar códigos para produtos a serem importados ou exportados. É um processo que tem grande impacto no comércio exterior e precisa ser realizado de forma minuciosa e assertiva. A classificação fiscal é o que determina quais tributos vai ter numa mercadoria e também a necessidade de licenças e autorizações de órgãos anuentes. Se o código estiver errado a empresa pode ser multada e ainda ter as mercadorias retidas. “Classificar um produto não é tarefa simples, são mais de 10 mil códigos sistema NCM (Nomenclatura Comum do Mercosul) dentro deste universo, é preciso identificar o código correto para os seus produtos”, ressalta o CEO e co-fundador do Grupo 3S CORP, Lucas Vogt Schommer (foto em destaque).

Outro serviço muito importante no comércio exterior é o de fechamento de câmbio, pois o acompanhamento das oscilações das taxas das moedas estrangeiras, especialmente o dólar, podem influenciar nas vantagens competitivas das negociações comerciais. A 3S CORP oferece serviço de fechamento de câmbio aos clientes, com profissionais que realizam o monitoramento do câmbio, de forma constante. “Com vasta experiência, esses especialistas identificam o melhor momento para o fechamento de câmbio, para uma negociação com o máximo de vantagens para os clientes, com segurança na operação”, explica Schommer.

Sobre o Grupo 3S CORP
O Grupo 3S CORP Soluções Internacionais, foi fundado em 2011, no Rio Grande do Sul, mas hoje tem atuação nacional, com escritórios nas cidades de Novo Hamburgo (RS), São Paulo (SP), Itajaí (SC), Porto Velho (RO) e Brusque (SC), onde fica o centro logístico com 8 mil metros quadrados. Depois de faturar R$ 660 milhões em 2022, o grupo segue em forte ritmo de expansão e a meta é chegar a marca de R$ 1 bilhão em 2023. O objetivo é impulsionado pela Upsell Comex, a primeira franqueadora no formato One Stop Shop, criada pelo grupo. O foco é abrir 75 franquias neste primeiro ano de atuação.

COMPARTILHE