Ajude 
 o Rio Grande do Sul

NOSSO

BLOG

5 dicas para você faturar com importação!

1ª: Análise apurada do mercado consumidor. Engana-se quem pensa que primeiro precisa se desenvolver o fornecedor estrangeiro. Antes de qualquer coisa, há que se avaliar como se dará a venda. Muita gente me procura com a seguinte questão: “O que tem de bom para importar?”. Resposta: Depende. O que tu consegues vender?

2ª: Avaliar os pré-requisitos para importação. Cada segmento de negócios há órgãos federais intervenientes diferentes e cadastros/registros necessários, por vezes complexos, demorados e custosos.

3ª: Fazer uma análise apurada de custos. Importante o estudo prévio de viabilidade econômica.

4ª: Estudo da melhor alternativa logístico-aduaneira. Inclui-se aqui: modal de transporte, tipo container (se marítimo), porto/aeroporto de desembarque, local de desembaraço (zona primária ou secundária) etc.

5ª: Avaliação de possíveis benefícios fiscais para redução tributária na importação. Há algumas reduções principalmente no que diz respeito a ICMS.

Estes tópicos foram elaborados com base em experiência de 16 anos de atuação com comércio exterior. Naturalmente que existem outros aspectos tão ou mais importantes. Mas estes, no meu ponto de vista são os prioritários.

Se você tem mais dúvidas sobre importação ou exportação, mande sua pergunta para o nosso formulário de contato: https://3scorporate.com/2024/contato

 

 

 

 

 

 

Conteúdo por:

Lucas Vogt Schommer

Diretor | 3S Corp

 

COMPARTILHE